O impossível não existe!

search

Pontinha de Futuro busca madrinhas e padrinhos

O projeto social Pontinha de Futuro –parceiro do MIRIM Brasil–, que dá aulas gratuitas de balé a crianças e adolescentes no Alto Santa Isabel, zona norte do Recife, está em busca de “madrinhas” e “padrinhos”.

Atualmente, cerca de cem meninas e meninos, com idades entre três e 18 anos, participam da iniciativa. Assim que entra no projeto, cada criança recebe uma “madrinha” ou um “padrinho”, que se responsabiliza por providenciar a roupa e as sapatilhas de balé.

A bailarina e professora de dança Jay Figueiredo, idealizadora do projeto, conta que a ideia é que a “madrinha” e o “padrinho” também incentivem a criança a se dedicar tanto às aulas de balé quanto às aulas na escola.

“Esse projeto não se propõe a ser apenas um estímulo à prática do balé clássico, mas também ser uma porta para o lúdico e o erudito, para uma infância bem vivida, para a cultura, a postura social e a educação”, fala Jay.

Ciça Portela e sua filha Maria, de 8 anos, militantes do MIRIM, são madrinhas de duas meninas que participam do projeto. “É uma experiência muito bonita e emocionante”, descreve Ciça.

Pontinha de Futuro

O Pontinha de Futuro existe há quase três anos. Para participar do projeto, as crianças e adolescentes precisam estar matriculadas e matriculados em uma escola de Educação Infantil, Ensino Fundamental ou Médio e frequentar regularmente as aulas.

“Fui uma bailarina com poucos recursos e vi no esforço feito pela minha avó para pagar meu balé, até que eu atingisse um nível para ganhar uma bolsa de estudos, uma oportunidade de viver pela dança e para a dança. Minha avó me abriu uma porta, e a bolsa de estudos foi o ‘avião’ no qual pude viajar pelo conhecimento e me tornar uma professora de balé”, conta Jay.

Contato:
Jay Figueiredo: (81) 98442.1216