search

É preciso cuidar das crianças e denunciar o abuso sexual

Por Sylvia Siqueira Campos, presidenta do MIRIM Brasil

Sim, eu me importo! Eu me coloco ao lado de todas as meninas e meninos que precisarem de apoio para denunciar o abuso sexual. E me coloco também no cuidado delas, na escuta, no acolhimento, na busca incansável por justiça.

Em 2018, o Disque 100 – telefone que recebe denúncias de violações de direitos humanos –  registrou 17.093 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes em todo o país. Foi uma média de 47 queixas por dia, quase duas a cada hora.

Das denúncias recebidas, 13.418 eram referentes a abuso sexual e 3.675 a exploração sexual. Tanto nos casos de abuso quanto de exploração sexual, as meninas eram a maioria das vítimas: mais de 70%. E quase 90% dos casos ocorreram no ambiente familiar.

A denúncia é o primeiro passo de um longa jornada em busca de cuidado e justiça. Mas a gente sabe que não é fácil denunciar. E antes disso também não é fácil reconhecer a violência, diferenciando o carinho do abuso.

A situação é muito grave. E mais grave ainda tem sido o acesso à justiça, que deve incluir o acompanhamento psicológico à criança e  a responsabilização do criminoso.

O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer parte do país, tanto de telefone fixo quanto de celular. O serviço recebe as denúncias, as analisa e encaminha para os órgãos responsáveis.

View this post on Instagram

Sim, eu me importo! Eu me coloco ao lado de todas as meninas e meninos que precisarem de apoio para denunciar o abuso sexual. E me coloco também no cuidado delas, na escuta, no acolhimento, na busca incansável por justiça. Em 2018, o Disque 100 – telefone que recebe denúncias de violações de direitos humanos – registrou 17.093 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes em todo o país. Foi uma média de 47 queixas por dia, quase duas a cada hora. Das denúncias recebidas, 13.418 eram referentes a abuso sexual e 3.675 a exploração sexual. Tanto nos casos de abuso quanto de exploração sexual, as meninas eram a maioria das vítimas: mais de 70%. E quase 90% dos casos ocorreram no ambiente familiar. A denúncia é o primeiro passo de um longa jornada em busca de cuidado e justiça. Mas a gente sabe que não é fácil denunciar. E antes disso também não é fácil reconhecer a violência, diferenciando o carinho do abuso. A A situação é muito grave. E mais grave ainda tem sido o acesso à justiça, que deve incluir o acompanhamento psicológico à criança e a responsabilização do criminoso. O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer parte do país, tanto de telefone fixo quanto de celular. O serviço recebe as denúncias, as analisa e encaminha para os órgãos responsáveis. Sylvia Siqueira Campos #mirimbrasil #direitoshumanos #crianças

A post shared by Mirim Brasil (@mirimbrasil) on